A hora do OBZ



 

⠀⠀⠀Não é fácil hoje em dia começar qualquer texto sem esbarrar no contexto atual de crise. Nas ciências comportamentais isso tem nome, viés da disponibilidade, que diz que quanto mais disponível uma informação está, mas fácil ela será avivada. Portando o Papo Jedi de hoje não realçará os aspectos malignos da crise, porém não deixará de mencioná-la.

⠀⠀⠀Para nós esse é o momento do ano onde direcionamos nossa atenção e recursos aos projetos de OBZ.  Na conjuntura atual parece acrônimo de vacina, mas o trocadilho é pertinente. Muito gratificante tem sido receber telefonemas de clientes em agradecimento ao projeto implantando no ano passado, ressaltando as benesses que a metodologia trouxe neste momento difícil. Nesta imprevisível situação, além de ter organizado previamente toda a sua alocação de recursos, quanto vale saber quais processos operacionais estão classificados em limiar, incremento e não-incremento? No limiar, por exemplo, estão agrupadas todas as contas que contém o mínimo necessário para o funcionamento da organização! Ter a informação disponível para saber onde cortar na própria carne é bem menos doloroso.

⠀⠀⠀A metodologia OBZ – Orçamento Base Zero – é logicamente mais complexa que isto. Desde sua concepção por Peter Phyrr e sua adoção pelo Grupo 3G, muitos especialistas passaram a difundi-la. Trata-se em sua essência de uma forma de olhar para “dentro de casa”, sem considerar os gastos do exercício anterior, e ajustando melhorias em quatro pilares importantes: despesas e investimentos; processos; caixa; pessoas. Aqui na AGR evoluímos o conceito para OBZ 7.0, pois temos nossa própria forma de gerenciar e aplicar o método. Já há indícios de uma evolução já para a versão 7.1, pois desde o ano passado, temos com sucesso caçado, avaliado e apresentado aos nossos clientes soluções inovadoras vindas do mundo das Startups.

⠀⠀⠀É assim que trabalhamos, está no nosso DNA. Tomamos as dores dos clientes como nossa e estamos sempre buscando a melhor solução para cada momento. Agora é a Hora do OBZ. Ah, para quem quiser mais detalhes sobre o assunto, escrevemos um livro e ele está disponível para venda neste link.