Don’t make ads. Make TikToks!



⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Guacamole Day

 

Na semana passada, no dia 16 de setembro, tivemos no calendário o feriado NÃO oficial do dia do guacamole, conhecido nos Estados Unidos como o Guacamole Day. Acompanhamento tradicional da culinária mexicana, é feito de abacate (o avocado day é comemorado em 31 de julho!), tomate e outros temperos. Muito popular entre os americanos, começou a ser festejado por lá principalmente pelas redes de comida mexicana, promovendo eventos, descontos e competições nas redes sociais.

Um exemplar de criatividade para comemorar a data, a rede de fastfood americana Chipotle, especializada em tacos e burritos, criou no TikTok em 2019 o #GuacDance. Com público basicamente entre jovens, a empresa que cresceu em meio aos universitários, a localização dos primeiros restaurantes foi seguindo a lógica de estar perto das universidades, bateu o recorde de visualizações no TikTok americano: mais de 500 milhões de visualizações, com 800 mil acompanhamentos servidos e 181 toneladas de avocados consumidos!

A rede Chipotle é uma empresa de capital aberto que tem números supersônicos: mais de 2.600 lojas, 64 mil funcionários, receita bruta de US$5,6bi. Mesmo com uma história incrível de quebra de recordes e de inovações não imaginou tamanho sucesso.

A estreia da gigante no TikTok deu-se em maio do mesmo ano, quando lançou o desafio #ChipotleLidFlip. Nessa estreia no TikTok, a empresa alcançou nesses 6 dias de promoção 203 milhões de visualizações do hashtag #ChipotleLidFlip.

 

O luxo invade o TikTok – Gucci versus Louis Vuitton

 

No mês passado, com o novo desafio #GucciModelChallenge (“Desafio Seja um Modelo Gucci”) no TikTok, a Gucci movimenta uma multidão de adolescentes que estão adicionando seus nomes na disputa da próxima campanha da Gucci. Com mais de 7,9 milhões de visualizações, este “cast” de um modelo para a campanha da marca, que está virilizando no app, usa uma boa dose de imaginação e criatividade para que as muitas camadas de roupas coloridas possam afirmar a tendência.

Todos os vídeos do Gucci Model Challenge apresentam áudio original de Lachlan Watson (atriz de 19 anos que atua em séries norte-americanas, sendo popular por interpretar Theo Putnam na serie de televisão Chilling Adventures of Sabrina). No áudio, Lachlan descreve como construir seu look aprovado pela Gucci. O áudio acerta a fórmula para parecer um modelo Gucci e tudo começa com uma gola alta colorida, passa por um par de óculos chamativo e termina com o lenço de seda com a assinatura da Gucci, algo considerado básico em um look da marca. A ideia deu certo e a # ferveu no TikTok.

No início deste mês, a Louis Vuitton ingressou no TikTok, sendo a última das marcas da LVMH a estar presente no aplicativo. Na verdade, uma das últimas marcas de luxo a se render ao sucesso do TikTok. Na semana passada, o TikTok anunciou sua participação na semana de moda de Nova Iorque (New York Fashion Week), por meio de diversas hashtags, com apresentações ao vivo e novos efeitos criativos no app. Fez várias parcerias com designers e marcas de luxo, incluindo a Louis Vuitton, que passarão ao vivo seus desfiles.

O evento de um mês ajudará os designers a aumentarem a visibilidade de suas novas coleções, permitindo-lhes alcançar novos grupos demográficos. Atualmente, o TikTok tem um público cativo de mais de 100 milhões de telespectadores mensais, muitos deles oriundos da geração Z – um setor de moda de luxo que historicamente tem lutado para entrar.

 

Deu para entender por que Trump e os Estados Unidos têm lutado para serem donos do Tik Tok USA?

 

Com a alegação de que os apps estão coletando dados dos cidadãos americanos, o governo dos Estados Unidos está em luta contra o TikTok e o WeChat (Super App chinês) na busca de suspendê-los no país ou obrigando a venda para empresas americanas. Assunto polêmico sob diversos prismas, esses apps são usados desde a comunicação entre cidadãos chineses que vivem nos Estados Unidos com seus parentes na China até como meios de pagamento, publicidade e relacionamento com marcas e consumidores. Quando estive na China no ano passado, fiz a seguinte pergunta ao presidente de um desses apps: “Como fica a privacidade do cidadão aqui na China com tanta informação sendo coletada?”. A resposta foi um tapa na cara: “do mesmo jeito que a privacidade de vocês no Ocidente quando usam Facebook, Google ou compram na Amazon…”.

Bom, finalmente, sem querer entrar no mérito da privacidade, que não é o foco desse artigo, como canal de exposição de marca e criação de valor para a Geração Z, enxergamos um mar de oportunidades para nossos clientes. Assim, respeitando a privacidade de seus consumidores, entre SIM no TikTok. Com muita criatividade, crie campanhas e surpreenda-se com resultados excepcionais.

 

Curiosidade

 

Coloque “TikTok” na caixa de busca dos principais jornais do país e surpreenda-se com o volume de artigos, entrevistas e opiniões sobre esse tema. Ah! O título deste Papo Jedi é o slogan do TikTok For Business, serviço lançado em junho, que embarca várias ferramentas para os publicitários!