ipsis litteris #SQN



Por Sueli Souza Sguillo

Toda execução, seja ela da festa de aniversário do filho ao projeto X, certamente será mais eficiente se houver um bom planejamento e também uma linha de raciocínio bem estruturada, a tal metodologia.

A metodologia é o estudo dos métodos que nos apoiam nas etapas a seguir em um determinado processo sendo um excelente alicerce para o sucesso de qualquer projeto, pois existe início, meio e fim com etapas e atividades bem definidas. Desta forma sabemos o que deverá ser feito para atingir o objetivo final.

E cada dia surge uma metodologia nova, novas nomenclaturas, novas formas. Ótimo! Não dá para falarmos de processo sem melhoria contínua.

Porém, ao longo dos projetos em que já atuei, tive experiências em que a flexibilidade para adequar a metodologia ao tipo de projeto, ao cliente, aos recursos, foi fundamental para conseguir executar o projeto. Se quisesse seguir “ipsis litteris”, expressão de origem latina que quer dizer “tal e qual”, que no nosso caso significa fazer exatamente como manda a metodologia, teria um esforço sem entrega de valor. Cumprir por cumprir não deve ser o objetivo principal se isso não trouxer resultados. Se, ao ajustar atividades chegarmos ao mesmo objetivo e com a mesma qualidade, tá valendo!

O mais importante é avaliar: esta atividade gera valor? Eu já fui muito “obcecada” de que o fluxo deveria ser assim, o template deveria ser assado, e em algumas vezes, não fazia sentido. Simplicidade e agilidade são expressões que devemos tirar mais do papel!

No fundo, é como pular amarelinha. Se tiver flexibilidade para chegar ao céu, ajustando-se a cada casinha e tendo visão e controle dos passos, então vá!

Imagem1